Diocese celebra São José com tríduos e orações; confira a programação de nossas comunidades

O  Dia de São José, celebrado nesse sábado (19), é lembrado em toda a Diocese com missas, tríduos, orações e outras atividades religiosas.

Haverá celebrações nos horários da manhã, tarde e noite em diversas paróquias, especialmente em comunidades que têm o Patrono da Igreja como padroeiro. É o caso da Catedral Nossa Senhora Aparecida, que celebra a solenidade às 7h, Paróquia Nossa Senhora das Graças de Andradina, às 19h30, e Comunidade São José, em Birigui, vinculada à Paróquia Santa Clara de Assis, às 19h30.

 

O Bispo Diocesano Dom Sergio Krzywy preside a Santa Missa em louvor a São José na Comunidade São José no bairro Recanto Verde, em Birigui, pertencente à Paróquia São Brás, às 19h30.

CIDADES COM PADROEIRO

Na Diocese, São José é padroeiro de três cidades e suas respectivas matrizes: Murutinga do Sul, Castilho e Piacatu. Na primeira cidade, ocorre desde quarta-feira um tríduo com missas, sendo a celebração festiva às 8h.

Em Castilho, a Paróquia São José promove uma semana de adoração e de meditação das Sete Dores e as sete Alegrias de São José. A Santa Missa festiva será presidida às 9h do sábado. Em Piacatu, ocorre o triduo com oração das Sete Dores e Sete Alegrias, Santo Terço e Via-Sacra. A Santa Missa será às 19h30.

HORÁRIOS

Araçatuba

Catedral N.S Aparecida, às 7h

Paróquia São Francisco e Santa Clara, às 7h

Capela São José (bairro Abílio Mendes, pertencente à Paróquia Sant’Ana), às 19h30

Capela São José (Bairro Nova Iorque), às 19h

Paróquia N.S de Fátima, às 8h

Santuário São João Batista e São Judas Tadeu , às 17h

Birigui

Capela São José (Paróquia Santa Clara de Assis), às 19h30

 

Andradina

Capela São José da Vila Botega (Paróquia São Sebastião), às 19h30

Paróquia N.S das Graças, 19h30

 

A DEVOÇÃO

Para o padre Jefferson Monsani, pároco da Paróquia Santuário São João Batista e São Judas Tadeu, o tempo da Quaresma ganha ainda mais significado com a solenidade de São José, especialmente neste ano dedicado a ele.

“É profundamente significativo o fato de celebrarmos a solenidade de São José no tempo da Quaresma: o recolhimento espiritual próprio deste tempo litúrgico faz eco à sua admirável presença na história da salvação, marcada por um silêncio eloquente, no qual são as atitudes, e não as palavras, que falam.  Celebrando sua solenidade supliquemos sua paterna intercessão, a fim de que possamos imitar seu senso de justiça, seu coração humildade e sua fidelidade a Deus na vida concreta do dia a dia”, explica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X